Lixo hospitalar pode causar contaminação às pessoas e ao meio ambiente

Bruna Lidiane

Redação 06

Preservação do meio ambiente remete-se sempre a idéia de reciclagem de lixo. Portanto, o que as pessoas esquecem é que muitos resíduos além de prejudicar a natureza, fazem mal diretamente à saúde das pessoas. Um exemplo disto é o lixo hospitalar, que se não for tratado devidamente, pode causar contaminação de doença. Dentre os dejetos gerados pelo sistema de saúde estão bolsa de sangue, seringas, agulhas, restos de medicamentos e curativos, material radioativo, lâminas de bisturis, membros humanos amputados e restos de comida servidas à pacientes com doenças infecciosas.

Os principais riscos são para catadores que fazem coleta nos lixões, pois sem ter conhecimento da contaminação têm contato com esses dejetos e acabam até se ferindo com eles. Quanto ao meio ambiente, o líquido (cerume) segregado pelo lixo sólido pode afetar os lençóis freáticos, contaminando a água de uma região inteira. José Baldino, funcionário da Tecnologia Ambiental (TECAM) diz que os resíduos pertencentes ao lixo hospitalar podem contaminar de diferentes formas. “Depende da disposição que o dejeto tem de contaminação”, diz Baldino.

Dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico mostram que 63% dos municípios brasileiros possuem coletas de resíduos de Serviço de Saúde. Dessas cidades, apenas 18% utilizam algum tipo de tecnologia, enquanto 36% queimam esses materiais a céu aberto e quase 35% não adotam qualquer tipo de tratamento.

Em Campinas, todo o lixo hospitalar é tratado devidamente. De acordo com Baldino, a TECAM é a empresa contratada da prefeitura municipal para cuidar da coleta e do aterro da cidade. Ele reforça que todo o lixo coletado da área da saúde é tratado antes de ser aterrado.

O lixo é coletado conforme sua demanda, ou seja, nos hospitais que tem uma quantidade grande de resíduos a coleta é feita diariamente. Já em ambulatórios, consultórios, farmácias entre outros, o lixo é coletado conforme a escala de rodízio feito na cidade. Nesses locais menores, a coleta é feita por uma “fiorino”, já a coleta dos hospitais são feitas por caminhões com contêineres.

O processo de tratamento desse lixo se dá na descontaminação. Os resíduos vão para um sistema de microondas onde são desinfetados para poder ser aterrado junto com outros dejetos, sem causar malefícios ao meio ambiente nem à saúde da população.

About these ads

5 pensamentos sobre “Lixo hospitalar pode causar contaminação às pessoas e ao meio ambiente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s