Candidatos à Prefeitura de Amparo apresentam propostas no 1º Fórum de Cultura

Gláucia Cristina Scavassa
T-05 N
Do Redator On-Line

Gláucia Cristina Scavassa
Mesa-redonda com candidatos à Prefeitura de Amparo

No dia 7 de setembro foi realizado, na Casa do Teatro de Amparo, o 1º  Fórum de Cultura. O evento contou com a presença dos quatro candidatos a prefeito da cidade no pleito de 2008: Fernando Cazotto (PR), Luis Oscar Vitale Jacob (DEM), Paulo Miotta (PT) e Ricardo Luiz Silva – Graminha (PSDB). Além disso, população, artistas e entidades ligadas à cultura também compareceram ao debate.

O objetivo foi oferecer aos candidatos a oportunidade de explanar seus projetos culturais para o município, assim como proporcionar aos cidadãos o direito de conhecer o que cada um pretende fazer pela cultura de Amparo e também interrogar, sugerir e opinar, contribuindo com a futura administração.

O debate foi dividido em três partes: apresentação das propostas de cada candidato em relação à cultura, quando cada um tinha no máximo 15 minutos para falar; logo depois os candidatos tinham 3 minutos para responder às perguntas feitas pelo público por escrito; e mais tarde foi aberta a tribuna livre, em que os participantes inscritos podiam fazer suas críticas e comentários. Nesse momento, ocorreram várias manifestações  partidárias, em que algumas pessoas se exaltaram.

O primeiro momento do Fórum, exclusivo para a apresentação das propostas de cada candidato, ocorreu por meio de sorteio para definir qual seria o primeiro a falar. Assim quem começou apresentando as propostas foi o candidato Ricardo Luiz Silva, mais conhecido como Graminha. O candidato ressaltou a importância de a população participar na formulação das propostas sobre cultura e acrescentou que, se eleito, estabelecerá parcerias com empresas privadas, e vai ainda estimular a capacitação de pessoas para a disseminação da cultura em Amparo. Outras propostas, como a criação de uma biblioteca itinerante, que irá circular principalmente pelos bairros mais necessitados, a criação da Estação de Arte e Cultura e do Festival de Verão também foram apresentadas.

Logo depois, o espaço foi cedido ao candidato Jacob, que em suas primeiras palavras fez uma homenagem a Roberto Madureira, que foi diretor de teatro em Amparo, prestou um trabalho especial de dedicação à cultura da cidade e que faleceu no mês passado. Logo após, apresentou suas propostas e entre elas, está o cumprimento fiel do orçamento para a área de cultura, o comprometimento em colocar um secretário de cultura que será fruto de sugestões e indicações de todos os envolvidos nesta área, a criação de um centro de integração de eventos municipais. Ele disse ainda que irá apoiar todos os movimentos culturais já existentes e que vai lutar pela implantação do projeto Guri na cidade.

Em seguida quem apresentou as propostas foi o candidato Paulo Miotta que na administração do atual prefeito de Amparo, César Pagan, já foi secretário de Cultura, de Finanças e de Planejamento de Governo. Miotta disse que se sentia muito à vontade para falar de cultura, pois além da experiência que teve em trabalhar na Secretaria de Cultura da cidade, também era músico, então se sentia familiarizado com o tema. Suas propostas se concentram em melhorar e ampliar os projetos que já estão em andamento. Salientou que foi o responsável pela volta do Carnaval competitivo em Amparo e pela criação do Festival de Inverno, afirmando que se eleito a idéia é sempre melhorar. Além disso, também falou dos projetos que a Prefeitura tem com a Petrobrás, da implantação do Conselho de Cultura  e da criação da Casa do Artesão.

Para finalizar, o candidato Cazotto falou das suas propostas. Afirmou que o Festival de Inverno vai continuar, pois é um evento que engrandece a cidade e ainda vai gerar muitos frutos, porém, se eleito o festival vai melhorar e integrar um programa maior e permanente de cultura e lazer. Enfatizou a importância da criação de um teatro municipal e de outros eventos culturais para que o comércio não viva em função de datas comemorativas, além de citar a criação de projetos de conscientização e respeito ao patrimônio arquitetônico de Amparo.

O segundo momento do Fórum se deu com as respostas dos candidatos às perguntas feitas por escrito relativas à cultura e o terceiro momento com a abertura da tribuna livre. Ao final, cada candidato pode fazer suas colocações e dar explicações referentes às críticas ou sugestões feitas pelo público.

Segundo os organizadores e participantes, o 1º Fórum de Cultura teve um saldo positivo. Além de se conhecer as propostas de cada candidato, quem estava presente viu prevalecer o respeito mútuo entre eles.

Foi um espetáculo, mas um pouco diferente do que normalmente pode ser visto na Casa do Teatro. Um espetáculo que nos permite escolher, como disse a atriz Márcia Aleixo: “se o poder só muda de mão ou se o poder pode mudar”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s