Nas ondas do conhecimento

Lígia Salgueiro

Redação 06

O Barco Escola da Natureza, espaço dedicado a Educação Ambiental, foi idealizado, em 2000, pelo ambientalista João Carlos Pinto. Com sede instalada no reservatório de Salto Grande em Americana-SP, o projeto dispõe de atividades pedagógicas voltadas ao meio ambiente, para alunos das redes pública e particular de ensino, além de universitários, pesquisadores e a comunidade em geral.

A área reservada possui duas embarcações denominadas de Suelem e Helena X.  Uma ancorada onde são feitas palestras e atividades práticas, que comporta 120 pessoas e outra embarcação que percorre as águas do Reservatório, e suporta 48 passageiros.

O projeto desenvolvido conta com aulas práticas e teóricas, facilitando o aprendizado e aproximando os alunos através de três programas: “Navegando nas Águas do Conhecimento”, “Voluntário Ambiental” e “Jovem Cidadão na Natureza”.

As temáticas abordadas nesses programas envolvem a problemática do reservatório, as conseqüências do desmatamento e queimadas e o descaso com o meio ambiente, visando promover e estimular a conservação ambiental nas comunidades.     

Segundo a Coordenadora dos programas, Thaís Fabiane de Campos, o objetivo desse trabalho é despertar a percepção dos alunos para questão ambiental “Queremos contruibuir com a formação dos jovens participantes como cidadãos ativos por meio de atividades de Educação Ambiental não-formal junto às instituições de ensino, proporcionando o desenvolvimento de ações voltadas à sensibilização e à integração da comunidade escolar com o ambiente natural que a cerca”, afirma à coordenadora.

Para a professora da APAE de Americana, Olindia Dias, que esteve presente com um grupo de alunos da instituição, acredita que por meio das atividades do Barco Escola fortalece o aprendizado sobre o meio ambiente, e as  informações obtidas são todas multiplicadas para os seus familiares. “Se você não preservar hoje, não terá nada amanhã, e a escola é responsável pela consciência cidadã”, explica a professora.

Já para a aluna da instituição, Sami Oliveira, de 10 anos, foi uma experiência única ““Eu adorei, quero vim mais vezes”, exclamou. 

As atividades são realizadas de segunda a sexta-feira e nos finais de semana, 3 horas cada, sob a supervisão de monitores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s